Bem Vindas (os)

Nos últimos anos tenho elaborado alguns trabalhos para os Filhotes. Ao revê-los achei que se justificava a criação de um Blogue para os expor/partilhar. Daí surgiu a ideia de dar uma nova vida a este cantinho.
O que pretendo é mostrar os trabalhos que já estão feitos, com reciclagem e não só, e outros que forem surgindo.
Ideias não faltam, jeito (acho que não tenho muito, mas sinto que ao longo do tempo as coisas vão saindo cada vez mais perfeitas) e o gosto pela coisa abunda por estes lados.
Sempre que possível, colocarei o "passo a passo" pois, acho que, só assim é que estou realmente e partilhar - dando a oportunidade, a quem me visita, de poder também fazer estes trabalhos.

Espero que apreciem a visita e... comentem (só assim poderei melhorar/corrigir).

Divirtam-se e
Boas Ideias!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Enchimento de Almofada

Boa tarde!
Já comentei por aqui que a minha dedicação aos trabalhos manuais sempre me acompanhou.
O trabalho que hoje trago é exemplo disso mesmo:


Eu ainda sou do tempo em que, na escola, havia uma disciplina cujo nome era precisamente "Trabalhos Manuais". Lá, tive o meu primeiro contacto com diversos materiais e técnicas. Lembro-me de, certa vez, fazer uma almofada em forma de elefante. Eu adorava aquela almofada! Se fechar os olhos consigo visualizá-la: tecido branco com bolinhas vermelhas...
Outro trabalho que ainda guardo é um diário/álbum. Aqui o objetivo era a técnica da encadernação. Há dias, a propósito de um assunto que muito me diz pessoalmente, mostrei-o à Filhota, que ficou maravilhada, não só com o conteúdo, mas também com a capa.
Outro dos trabalhos que fiz nesta altura foi este bordado. O esquema tinha sido feito na aula de "Educação Visual".
Com o passar dos anos a talagarça das beiras foi-se desfazendo. Há dias (muitos dias!), resolvi fazer um reforço e mudar o enchimento.

Material e Passo a Passo:

* Guardo sempre os restinhos de tecido que sobram, quando faço trapilho. Aqueles que não dão para nada. Aqui encontrei um uso para os mesmos. Cortei tudo em pedacinhos bem pequenos para dentro de um garrafão de plástico.

* O enchimento da almofada foi feito com a mão e, quando o Filhote veio ajudar, usamos a parte de cima do garrafão, que funcionou como um funil. Mais um momento, Mamã e Filhote, divertido!

A almofada ganhou nova vida e, como é muito colorida, fica bem em qualquer divisão da casa. O nosso sofá ganhou um pouco de mais cor!

Bom fim de semana e... Boas Ideias!

quinta-feira, 2 de março de 2017

Capas, Sacos e Sacolas

Boa noite!

Os trabalhos que hoje apresento já têm muita "rodagem".
Além de ecológicos, são muito práticos!
Algumas pessoas percebem logo qual é o material mas há quem tenha dificuldade em chegar lá!


Esta ideia não foi inventada por mim. Há uns anos vi um programa de televisão onde uma senhora estava, numa feira, a vender destes sacos. Quando me propus a fazer, fui pesquisar na internet e o que encontrei foram essencialmente vídeos no youtube. Eu, como sempre, fiz à minha maneira, não seguindo à risca nenhum vídeo.

Material e Técnica:
* Sacos de plástico de supermercado.
* Croché - ponto baixo.

Passo a Passo:
Assim, de uma assentada fiz:

Capas, Sacos e Sacolas
* uma sacola tipo cesto, que uso para transportar as roupas de e para a lavandaria. Uma mistura de sacos vermelhos e brancos, verdes e brancos e azuis e brancos.

Teci o corpo e as alças e depois a base. As duas partes foram unidas passando um "fio" por entre as argolas das extremidades.

Capas, Sacos e Sacolas
Para dar mais firmeza ao fundo, forrei um cartão com várias camadas de plástico. Os sacos foram unidos, recorrendo ao ferro de engomar e, após envolver o cartão, voltei a passar o ferro, para que houvesse uma adesão total do plástico (usei sempre um papel entre o plástico e o ferro).

Capas, Sacos e Sacolas

* um saco para transportar os documentos relacionados com o meu voluntariado (acompa- nha-me todos os dias). Sacos brancos, com letras vermelhas.

Uma peça inteiriça. Comecei pela base e fui subindo até atingir a altura que desejava.

Capas, Sacos e Sacolas

* uma capa para o tablet da Filhota. Três sacos onde predominava o branco com letras amarelas, azuis e vermelhas.

Um simples retângulo, unido nas laterais. Um cordão funciona como fecho da tampa.

Capas, Sacos e Sacolas


* uma capa para o meu telemóvel. Sacos pequenos azuis, verdes e brancos.

Um retângulo, unido nas laterais. Para o fecho, usei dois pedaços de patafix.

Capas, Sacos e Sacolas


* uma capa para o telemóvel da Filhota. Sacos azuis, verdes e um branco e azul.

Mais um retângulo, unido nas laterais. A tampa fecha, passando por baixo de um cordão.




Foram confecionados no início de janeiro de 2016 e devo dizer que, após um ano de uso intenso, estão todos em perfeito estado.

Recentemente, perdi a capa do meu telemóvel, mas já fiz outra...
Ficou a faltar fazer uma lancheira para mim. Pretendo fazê-la em breve (quem sabe já no próximo fim de semana... vamos ver!). Depois farei um passo a passo mais pormenorizado.

Bom restinho de semana e... Boas Ideias!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

"Love Spoon"

Boa tarde a todas e a todos,

Hoje trago-vos algo de inédito.
Inédito, porque não é um trabalho meu! Mas sim nosso!
Inédito, porque procurámos na internet e não encontrámos nada semelhante!
Apresento-vos a nossa "Love Spoon":

Recyled Love Spoon

Os professores de línguas, este ano, solicitaram algo de diferente aos alunos. No País de Gales comemora-se, no dia 1 de março, o dia do seu patrono - "St. David's Day", muito semelhante ao nosso dia de S. Valentim -. A prenda tradicional é uma colher, regra geral, de madeira trabalhada. Se fizerem uma pesquisa, na internet, por "Love Spoon", encontrarão muitos modelos... de madeira.

Quando o desafio foi lançado, a Filhota e a Amiga D. resolveram fazer o trabalho em conjunto. É importante dizer que, eu e a mãe da D. somos amigas. A C., além de ser uma pessoa que muito estimo, de uma beleza interior muito grande, é uma artesã de mão cheia!
As duas meninas contaram-nos o que pretendiam fazer e as quatro deitámos mãos à obra.

A ideia principal era inovar e fazer uma colher reciclada, usando, como base, uma colher de madeira.

Materiais:
* Para a colher - Jornal e cola branca.
* Para o enchimento da colher - Cabo de vassoura, rolos de papel e jornal.
* Para os "braços" - Interior, em folha de madeira. Revestimento, jornal e cola branca
* Para a decoração - Lápis e letras em eva, tinta branca acrílica e verniz transparente.
* Película aderente e cola quente, coração em tecido (em tempos, pertenceu a um porta chaves).

Passo a Passo:
Recyled Love Spoon
* "Braços" - Revestir a folha de madeira com jornal e cola branca e deixar secar.
* Forrar a colher com pelicula aderente e envolver a parte de cima e laterais com pedaços de jornal e cola branca (mais de 10 camadas). Deixar secar e retirar.
* Pelo lado de trás preencher a colher reciclada com o cabo da vassoura, os rolos de papel  e  jornal.  Aplicar   os   braços.
Recyled Love Spoon
Fechar com jornal e cola branca. Deixar secar.
* Passar a tinta e deixar secar.
* Aplicar o coração vermelho nas "mãos", com cola quente.
* Desenhar as silhuetas na parte da "concha". No cabo, desenhar os símbolos asso- ciados ao tema e colar as letras com cola quente.
* Passar o verniz para fixar os desenhos.


Não foi a primeira vez que este quarteto trabalhou junto e com direito a publicação. Em 2014, por altura do Dia da Mãe, juntámo-nos e fizemos estes brinquedos.

E, depois desta publicação, já haverá uma "Recyled Love Spoon", na internet.

Continuação de boa semana e... Boas Ideias!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

A celebração dos Afetos!

                      Depois da tempestade...
... a Bonança!

Após uma longa ausência, eis-me de regresso para vos apresentar a nossa
Coroa dos Afetos:


Em finais de janeiro, um sopro de inspiração e vontade de criar resultaram nesta Ideia. Num "abrir e fechar de olhos" ficou pronta! Assim, como se estivesse a precisar, como se estivesse com sede de algo!

Não há reportagem fotográfica, mas é muito fácil!

Materiais:
* Cartão, para a base - caixa de cartão que, em tempos, protegeu um eletrodoméstico;
* Tecido - dois cachecóis dos Filhotes, da altura do infantário;
* Rolo de papel - para o interior dos corações pequenos;
* Lápis/marcador, xis-ato, tesoura, cola quente e fio/cordel.

Passo a Passo:
* Para a Coroa:
      - Desenhar o coração no cartão e recortar;
      - Dando uma margem de 2/3 cms recortar o interior do coração - fica uma moldura;
  - Aplicar o tecido com cola quente, fazendo pregas.
* Para os corações:
      - Os quatro maiores foram recortados diretamente do tecido (duas partes para cada coração);
      - Colar nas extremidades e rechear com pedacinhos de tecido.
      - Para os três mais pequenos, no interior, colocar um cartão em forma de coração;
      - O tecido foi colado por cima e recortado, obedecendo ao contorno do coração que estava no interior.
Antes de fechar totalmente os corações, colocar a ponta de um fio/cordel.

E depois de prender os corações à Coroa, tcharamm...


Deixei esta nota propositadamente para o final...
Quem me segue percebeu/entendeu que a minha última publicação não faria
antever uma ausência tão prolongada, bem pelo contrário: a animação,
na altura, era muito grande, a vontade de fazer cada vez mais, também...
mas... e há sempre um mas!!!
Poucos dias depois, o meu marido sofreu um grave acidente! Sem entrar em
detalhes... ele foi, literalmente, degolado!
Felizmente um Senhor que passava no local prestou-lhe os primeiros socorros.
Foi o que o salvou. Perguntei ao meu marido se este Senhor estava vestido de
branco... ele não sabe responder.
Mas eu tenho para mim que sim... era o Anjo da Guarda!
A recuperação foi lenta, dolorosa e longa... muito longa...
Foi um período muito exigente e, claro, de extrema dedicação à família.
Aos poucos as rotinas foram-se instalando novamente e hoje temos:
um Papá 100% recuperado, uma Filhota  a crescer (muito rápido!)
e a tornar-se uma mulherzinha, um Filhote traquina, mas muito amoroso e
uma Mamã com mil e uma tarefas, sempre atrapalhada com o tempo
que não chega para fazer tudo!

Obrigada, Anjo da Guarda! 
Liliana

Que todos os dias sejam Dias de Amor e muitos Afetos!

Boas Ideias!

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Blogs Portugal

Boa tarde!

Hoje não trago nenhum trabalho, mas sim o resultado do vosso carinho:


Em janeiro inscrevi o "Ideias..." na plataforma "Blogs Portugal", mais especificamente na categoria "Artes e Cultura".

A plataforma "... pretende ser uma montra da Blogosfera portuguesa, organizada por categorias e popularidade.
Os Bloggers submetem os seus blogues de forma completamente grátis, obtendo desta forma maior visibilidade na internet. A posição no Ranking Blogs Portugal é calculada tendo em conta a soma dos últimos 30 dias de visualizações do perfil do seu blogue no Blogs Portugal, com os últimos 30 dias de visualizações no seu blogue através da instalação do nosso widget...
O Blogs Portugal é desenvolvido em Portugal por uma pequena equipa, também ela constituída por Bloggers. A ideia nasceu com o objectivo de construir a plataforma tecnológica certa, para as suas próprias necessidades. Como Bloggers sempre acharam que faltava um espaço assim na Blogosfera portuguesa!"

Atualmente a plataforma tem mais de 700.000 blogues inscritos, sendo que a categoria "Artes e Cultura" tem mais de 175.


Perante tão elevado número de inscritos e considerando-me eu tão pequenina achei que seria difícil obter alguma visibilidade.  A concorrência é de peso: figuras públicas, atores e atrizes, jornalistas, apresentadores, humoristas, ...
Ainda assim considerei que se conseguisse ficar abaixo de 1.000 na posição global e abaixo de 25 na categoria, seria um grande feito para este meu cantinho.

O "Ideias..." superou as expectativas e em muito pouco tempo (2 meses) ficou abaixo da posição 500! Em 700.000 estar nos primeiros 500!!! Era surreal! Mas, mais surreal foi o que conseguiu após a criação da página no facebook!

Hoje, exatos 102 dias depois da inscrição (pouco mais de 3 meses):
* Posição Global - 275
* Posição na categoria - 10

Acresce que, pela análise que fiz, o "Ideias... " é o blogue do género, que se debruça sobre as Artes Recicladas e Passo a Passo, mais popular da plataforma!

Parabéns a mim!
Parabéns ao "Ideias..."!
Parabéns a Vós!

Obrigada aos Familiares e Amigos mais chegados que sempre acreditaram nesta Ideia e a acompanham incondicionalmente!
Obrigada aos novos Amigos, Seguidores e Visitantes, cuja amizade nasceu com esta Ideia e que a acarinham, com visitas e palavras! Sois Vós, os verdadeiros protagonistas deste pequeno grande sucesso! Sois Vós que levais o "Ideias..." por esse mundo fora...

Liliana

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Cestos Amarelo, Laranja e Castanho em Trapilho

Olá!
Cá estou eu de novo e com mais um trabalho 100% reciclado!

Ora aqui está uma combinação de cores que muito me agrada!


Mais uma "encomenda" de uma amiga. Desta vez, e como se pode ver na foto acima, o destino era o quarto do Filhote da minha amiga. Ela viu os cestos "... Conjunto Rosa" e "... Conjunto Azul" e...

Material:
* Trapilho feito a partir de peças de roupa fora de uso...

* As cores foram escolhidas de acordo com a decoração do quarto.

* Os formatos ficaram ao meu critério.


Passo a Passo:
Já deu para perceber que o ponto baixo é o meu ponto de eleição!? Aqui resolvi fazer uma variação e, sempre que iniciava uma nova cor, alongava o ponto, alternadamente:
- 2 ou 3 carreiras em ponto baixo normal.
Mudança de cor:
* Um ponto baixo normal a pegar nas alças do ponto da carreira anterior;

* Um ponto baixo alongado que se sobrepõe ao ponto baixo da carreira anterior;
Sempre assim até ao final da carreira (um normal, um alongado, um normal, um alongado, ...).
* 2 ou 3 carreiras (na mesma cor) em ponto baixo normal.
Mudança de cor (repetir o procedimento assinalado com *)

O número de carreiras variou em função do tamanho do cesto e da quantidade de trapilho.
Os interiores ficaram a cargo de garrafas de plástico, para o cesto redondo, e uma caixa de cartão, para o cesto retangular.

Uma vez mais, aqui fica a prova de que a reciclagem não serve só para nos poupar a carteira... é uma grande auxiliadora na hora de organizar os materiais dos nossos Filhos!

Continuação de boa semana e... Boas Ideias! 

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Cesto com Tampa em Trapilho

Boa noite!

Hoje trago-vos um cesto lindo (modéstia não é uma das minhas qualidades!) que fiz para uma grande amiga minha:


Na altura que o fiz a inspiração estava muito em baixo e cheguei a concluí-lo por quatro vezes! Nunca gostava do resultado! Até que, um dia, após o jantar, peguei no fio e... nessa mesma noite o danadinho saiu, tal como eu o imaginei!
No dia seguinte forrei a caixa. Embora não fosse a primeira que forrei, foi a que saiu melhor (as outras ficaram tão mal que nem direito tiveram a publicação!).

Os detalhes (cores, tamanho e formato) deste cesto foram escolhidos pela sua atual proprietária. A dificuldade residiu mesmo no facto de ter de respeitar o tamanho e formato. Gosto mais, e corre muito melhor, quando pego no fio e vou tecendo livremente.

Vamos ao trabalhinho?

Material:
* Peças de roupa de malha/algodão;
* Caixa de cartão;
* Tesoura, Agulha de croché, pincel e cola branca.

Escolha dos materiais:
A minha amiga selecionou duas peças de roupa de um lote fora de uso.
A caixa também foi criteriosamente selecionada de entre as muitas que estão no sótão a aguardar por reutilização.

Passo a Passo:
Após dar o devido uso à minha tesoura e fazer o trapilho, verifiquei que não tinha material suficiente para todo o cesto. Resolvi acrescentar branco: mais algumas peças de roupa, mais um pouco de corta, corta, corta e... já temos o trapilho suficiente!

Comecei pela base e fui tecendo, em carreiras de ida e volta, em ponto baixo. Para finalizar, fiz uma carreira a toda a volta do retângulo, também em ponto baixo. Ficou com o tamanho da base da caixa.
Se as contas não me falham:
* 12 carreiras com 18 pontos baixos;
* A carreira a toda a volta tem 18 pontos baixos nos dois lados mais largos e 12 pontos baixos nos mais estreitos.

Iniciei a subida com fio branco e entrei com as cores, em conjunto, na terceira carreira, em ponto baixo a pegar na argola de trás da carreira de base.

Fui tecendo até atingir a altura desejada... bem, neste caso, foi mais enquanto tinha fio de cor suficiente para uma volta completa. Então aqui, voltei a incluir o branco. Fiz duas carreiras e dei continuidade num dos lados mais largos para fazer a tampa. A técnica utilizada na tampa foi a mesma das laterais - ponto baixo a pegar na argola de trás da carreira anterior. Parei quando verifiquei que bastava mais uma carreira para ficar ao tamanho da tampa.
O fio de cor que sobrou nesta fase do trabalho ficou reservado para fazer a carreira final. Mas, não era suficiente para uma carreira completa! Resolvi a questão da seguinte forma:

Comecei pela tampa com os dois fios juntos para que ficasse mais firme.
Na extremidade da lateral usei a técnica do fio conduzido.


Mimei a tampa com uma florzinha feita com pontinhas de trapilho que foram sobrando ao longo do trabalho.


Para forrar a caixa procurei uma peça com um tom aproximado dos já usados.
Usei cola branca e deixei secar de um dia para o outro.




Resultado Final:


Aqui fica mais um lindo trabalho com recurso exclusivo a reciclagem. Uma vez mais fica provado que reciclar só traz vantagens!

Boa semana e... Boas Ideias!

domingo, 27 de março de 2016

Coroa/Grinalda de Chapéu Decorado

A animação na decoração dos chapéus dos Filhotes foi tal que não resisti a decorar um meu:


E é desta forma que amanhã iremos receber o Compasso!

Passo a passo: aqui.

Votos de uma Santa Páscoa para todos Vós que por aqui passam!

sábado, 26 de março de 2016

Chapéu Decorado

Os dias que antecedem a Páscoa, por variadíssimos motivos, são sempre animados e muito atarefados, cá por casa!
Temos aniversários, Dia do Pai, ... e a elaboração dos Ramos das Madrinhas!


Este ano os créditos para a Ideia vão todos para a Filhota. Numa incursão pelo Pinterest viu uma coroa/grinalda feita a partir de um chapéu. Estava eu, na altura, a fazer flores e, mesmo sem ver a foto, fui logo imaginando como é que poderíamos usar a ideia. Lembrei-me dos chapéus que estavam a "decorar" os bengaleiros dos quartos deles. Já não lhes servem e, ambos, foram oferecidos pelas respetivas Madrinhas.
Seria um ramo bonito e, acima de tudo, com significado! Os Filhotes gostaram da sugestão e do pensamento aos ato foi um saltinho!

Material:
* Chapéus;
* Flores de tecido e organza - Passo a passo aqui;
* Folhagem e caules de um ramo artificial fora de uso e... a aguardar nova utilização;
* Fitas de organza (laço);
* Borboletas e joaninhas - decoraram, em tempos, os ramos oferecidos, pelo Mô;
* Cola quente.

Passo a Passo:
Grande parte do passo a passo diz respeito à decoração do chapéu do Filhote. É meramente indicativo, pois tudo vai dos materiais utilizados e do gosto da pessoa:

Sideshow

As decorações foram todas feitas à noite, enquanto os Filhotes dormiam. De manhã, conforme entravam na cozinha, só se ouviam "Ahs!" e "Ohs!"!

Decorei um terceiro chapéu...

... até já e... Boas Ideias!

quarta-feira, 23 de março de 2016

Lembrança de Comunhão "Profissão de Fé"

Boa noite!

Para terminar esta série de publicações relacionadas com as Comunhões, hoje trago a Lembrança da Profissão de Fé (Comunhão Solene) da Filhota:


Toda a cerimónia anda à volta do Batismo e o seu principal simbolo é a vela.

Passo a Passo:
* Socorremo-nos do nosso grande "amigo" google para encontrar uma imagem que nos agradasse e fosse de encontro ao que tínhamos em mente. A eleita foi uma bem tradicional... a Biblia, as Uvas e a Vela... Editei-a para destacar alguns detalhes e ocultar outros.
* A partir das "leituras" selecionámos dois excertos que, a nosso ver, resumiam a cerimónia.
* Fiz a montagem de textos e imagens no Excel e:


* Após a impressão em papel de fotografia, tamanho A4, foi só dobrar ao meio e colar.
* Ficámos com um cartão personalizado de agradecimento pela presença em tão im-portante momento da vida da Filhota:

                                        Frente                                                         Verso


* Para acompanhar o cartão comprámos velas simples e decorámos:


* Redecorámos o nosso, já famoso, cesto branco:


Aqui fica uma imagem que vale mil palavras, a Filhota a entregar a sua Lembrança:


E assim foram as nossas festas de Comunhão: Convites e Lembranças tudo feito por nós. No caso desta lembrança tive apenas de comprar as velas, tudo o resto foi com "a prata da casa". Não há necessidade de gastar muito dinheiro para fazer o bonito. Com imaginação e os recursos que temos em casa conseguimos fazer bem bonito e com valor acrescentado - tudo feito por nós, artesanalmente, com muito amor e carinho e o pensamento na pessoa que irá receber -!
Os convidados apreciaram e nós ficámos orgulhosos!

Voltarei em breve com os "Ramos das Madrinhas"!

Até já e... Boas Ideias!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...